Saiba qual o custo de vida no Rio de Janeiro

Morar em cidade grande custa caro, mas nada melhor do que ir se adaptando ao local. O Rio de Janeiro é sem dúvidas um dos principais cartões postais do Brasil, com um clima bastante atraente e um cenário belíssimo que atrai turistas do mundo todo. 

Mas, quem vive na “cidade maravilhosa” é consciente que nem tudo é como os outros pensam, pois, o custo de vida lá é muito alto. O Rio de Janeiro está liderando o ranking entre as capitais mais caras de se viver.

Quem necessita da utilização do seu próprio automóvel no Rio de Janeiro, é preciso ser consciente que o custo é bastante alto devido as inúmeras precisões, como por exemplo, a gasolina, as revisões do carro e aos impostos cobrados como o IPVA 2018.

Mesmo com o alto número de turistas que passam pelas cidades do estado, o Rio de Janeiro não deixar de ser afetado pela crise econômica que assola todo o país. 

Vale a pena morar no Rio de Janeiro?

Muitas pessoas se perguntam se vale a pena morar no Rio de Janeiro, e é claro que morar na “cidade maravilhosa” tem suas vantagens, assim como também, suas desvantagens. 

Vantagens

  • Praias exuberantes;
  • O mercado de trabalho;
  • Pontos turísticos;
  • Riqueza na cultura;
  • Universidades renomadas, com ótima qualidade de ensino.

Desvantagens

  • A violência;
  • Poluição;
  • Alto custo de vida;
  • Calor exagerado;
  • Problemas com o transportes públicos;

Esses são apenas alguns pontos positivos e negativos de morar na “cidade maravilhosa”. Veja a seguir qual o custo de vida do Rio de Janeiro.

Quanto custa morar no Rio de Janeiro?

No geral, o custo de vida no Rio de Janeiro é mediano, mas vai depender do local em que você for morar, pois há lugares onde o padrão de vida é bastante alto. Por isso, recomendo que você faça uma avaliação do custo de vida geral do bairro em que você retende ir morar.

O custo de vida do Rio de Janeiro tem aumentado no últimos anos. Em pesquisa feita Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as áreas que mais aumentaram em questão do custo de vida foram:

  • Alimentação (principalmente as que acontecem fora do domicilio): 7,84%;
  • Encargos e manutenção: 7,99%;
  • Moradia: 14,24%;
  • Combustíveis e energia: quase 30%.

Moradias 

A moradia é um dos pontos que mais pesa no bolso daqueles que moram ou pretendem morar no Rio de Janeiro. Isso porque o mercado imobiliário vem crescendo à cada dia.

Veja alguns exemplos de aluguel dos vários tipos de moradias do Rio de Janeiro:

  • Aluguel kitchenette (regiões centrais da capital): R$ 1.834,62
  • Aluguel apartamento 2qts (regiões centrais da capital): R$ 3.076,30
  • Aluguel apartamento 3qts (regiões centrais da capital): R$ 3.835,22
  • Aluguel kitchenette (região barata): R$ 709,33
  • Aluguel apartamento 2qts (região barata): R$ 1.456,19
  • Aluguel apartamento 3qts (região barata): R$ 2.058,81

Alimentação

A alimentação também é um dos pontos que custa um pouco acima da média dos brasileiros. Segundo pesquisas feitas, o gasto por uma só pessoa custa em média R$ 600 ao mês.

De acordo com uma pesquisa feita pela Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert), as refeições fora do domicílio em outras regiões do Brasil custa em média R$ 27,36 o prato, já no Rio de Janeiro esse valor passa a ser R$ 33,66.

Transporte 

Muitas pessoas que moram no Rio de Janeiro optam pelo transporte público, isso porque porque a utilização do próprio automóvel chega a custar mais caro para o usuário. Tendo em vista para pagar diariamente a gasolina  que está chegando a custar R$ 3,93 (até R$ 4), fora o  “IPVA RJ 2018 e muitos outros pequenos custos. 

Lazer

O custo de vida para se divertir dos cariocas é bastante salgado, sendo considerado um dos lugares mais caros para lazer entre as cidades do Brasil.

  • Ingresso cinema (inteira): R$ 26,10
  • Ingresso teatro: R$ 56,62
  • Ingresso show nacional: R$ 121,95
  • Ingresso jogo de futebol: R$ 48,57
  • Mensalidade Acadêmia: R$93,80

Educação e Saúde

A educação não está entre os pontos mais caros do Rio de Janeiro. O preço das mensalidades das escolas privadas, ficam a baixo do valor das escolas do estado de São Paulo. 

  • Mensalidade pré-escola: R$ 1.092,81
  • Mensalidade ensino fundamental: R$ 757,32
  • Mensalidade ensino médio: R$ 1.025,84
  • Mensalidade faculdade (curso de Administração): R$ 844,21

Se comparado aos outros estados brasileiros, o plano de saúde do Rio de Janeiro oscilam entre R$ 200 e R$ 300 ao mês.

 

 

5 Lugares com os melhores cursos de maquiagem!

Profissional de maquiagem ainda não exige nível superior. Os cursos são de curta duração e ótimos para entrar rápido no mercado de trabalho. E sempre há boas escolas. Para quem quer entrar no setor, temos cinco dicas dos melhores lugares para fazer um curso de maquiagem. Saiba mais!

Os 5 Lugares com os melhores cursos de maquiagem!

A curta duração e baixo investimento são um dos principais atrativos para o curso de maquiagem. O profissional com uma certificação pode entrar no mercado rápido e trabalhar para si mesmo ou empresas. Pode atuar em salões ou com atendimento diferenciado em residência. As possibilidades de ganhos são realmente numerosas.

Mas onde estudar? Muitos concordam que existe uma enorme oferta de cursos de maquiagem no mercado, mas nem todos são bons. Reunimos dicas de especialistas sobre as principais escolas e porque você deve ir lá.

1 – Senac

O Senac é referência quando se trata de cursos de beleza. O de cabeleireiro é um dos mais procurados e o primeiro profissionalizante e o de make up vai no mesmo caminho. Várias unidades ofertam o curso como o Senac Sp, Senac MG, dentre outros. Os cursos Senac de unhas, massagem e outros da área de estética também são boas opções.

2 – Instituto Embelleze

Também é referência no setor de estética. Os melhores cabeleireiros dão cursos nas unidades paulistas de cortes e penteados. A escola trabalha com baixo custo por curso, duração rápida(apenas alguns dias) e muita aula prática para o aluno já sair pronto para o mercado.

Possui unidades em todo o Brasil e com a possibilidade de pagar com cartão de crédito. O material de uso em sala de aula é fornecido pela instituição, que também possui contatos para quem quer montar seu primeiro kit com preço mais em conta.

 

3 – Instituto L’Oréal Professional

Além de ser uma marca referência no mercado, a L´Oréal também possui unidades para formar profissionais. Ela ensina técnicas consagradas de maquiagem básica mas atualiza sempre seus cursos paras novidades do mercado. O curso de maquiagem tem duração de apenas 12 horas.

Um dos diferenciais é ter fornecer desconto para quem faz mais de um curso na escola. Também convida para oficinas e palestras gratuitamente os ex alunos.

4 – Escola Mastered

A escola inglesa possui apenas uma unidade no Brasil e cursos online. Um dos diferenciais é ter renome internacional. Seu certificado anda sendo muito bem quisto no mercado, tanto que profissionais voltaram à sala de aula apenas pela certificação. Muitos profissionais que trabalham com grifes hoje estudaram por ai.

Quem estiver em viagem pela Inglaterra pode tentar um mini curso na instituição, com unidade em Londres. As oficinas de um dia possuem certificados e são para atualizar os profissionais nas tendências do setor.

5 – Liceu de Maquiagem

Localizado em São Paulo, é tido como referência entre os profissionais do setor. É o curso com menor duração do mercado: apenas 6 horas. Tão pouco tempo não é problema para ensinar como usar os pincéis, selecionar a paleta de cores e outros truques que todo bom profissional de make up deve ter.

Não é dos mais baratos mas é um dos mais procurados. Suas salas de aula chegam a ter apenas cinco alunos porque prezam pelo aprendizado e não quantidade.

 

Qual a melhor plataforma de email gratis?

Quem acompanhou o crescimento da Internet nos anos 90 achou chique ter um e-mail para chamar de seu, principalmente quando ninguém tinha. Uma das pioneiras no serviço foi a Bol, há poucos anos comprada pela UOL mas mantendo os endereços de mensagens eletrônicas. Hoje a oferta é tão variada que escolher qual a a melhor plataforma de email gratis é muito mais uma questão de recursos extras que o e-mail em si.

Gmail no Topo da Lista da Melhor Plataforma de Email Gratis

O envio de uma mensagem de texto virtual por meio da caixa de e-mail de fato é semelhante para todos. Se o método é o mesmo, qual formato utilizar? Um dos critérios de escolha é com seus recursos extras, e nisso a Google com seu Gmail sai muito à frente. 

Quem não possui um Gmail hoje não sabe o que está perdendo. Possuindo um smarthphone Android já se é obrigado a criar uma conta gratuita. Mas muitos outros recursos são atrativos na empresa para se optar como e-mail principal. 

A própria plataforma do e-mail é de fato diferente. Com design clean, deixa os desacostumados a usar a mensagem virtual como recurso de comunicação muito mais confortáveis. Possui marcadores e a possibilidade de criar pastas para agrupar mensagens eletrônicas sobre um único assunto ou remetente.

Alguns dos recursos do Gmail extremamente úteis são:

  • Assinatura de mensagem automática – não é preciso redigitar todas as vezes
  • Bloqueio de remetentes indesejados;
  • Filtro de mensagens como spam;
  • Compartilhamento de fotos e documentos, dentre outros.

Recursos extras do Gmail são seu Grande Diferencial

Mas são os mimos extras e igualmente grátis os maiores responsáveis pelo número de adesão ao Gmail subir todos os anos. Um dos principais é o Google Drive, um hd virtual com enorme capacidade (e pode comprar mais pagando com o cartão) para acesso em qualquer computador com internet. 

Quem deseja guardar fotos na Internet pode usar o Google Fotos e compartilhar com outros usuários. As fotografias salvas no smarthphone ou tablet também podem ir direto para o armazenamento virtual como backup automático, evitando o risco de perda.

Outros recursos disponíveis são:

  • Google Docs – semelhante ao pacote Office, com digitação por comando de voz usando microfone;
  • Agenda – marque compromissos e receba lembretes por e-mail;
  • Tradutor – traduz textos dos mais diversos tipos de forma rápida e com adaptação, além de leitura com o alto falante do computador para aprender a pronuncia correta;
  • Livros – deguste 10% de algumas obras disponíveis online ou livros completos de domínio público.

Quais Outros E-mails Gratuitos são Muito Bons Também?

Um dos mais queridos é o Outlook, antigo Hotmail. Ele é o responsável pelo acesso ao Skype, bate papo virtual com mensagens por escrito, vídeos e telefonia. Também é fácil de usar e permite armazenamento de arquivos com a sua nuvem virtual.

O Yahoo Mail! também é gratuito e possui uma plataforma leve e de fácil acesso. Seu site de buscas já foi o maior do mercado e o feed de notícias dentro do e-mail é um dos pontos fortes.

 

Conheça quais os direitos dos trabalhadores domésticos no Brasil

O empregado doméstico é aquele dedicado aos afazeres do lar. Deve ser contratado por pessoa física, com a devida carteira assinada. Também é protegido pela CLT. Os direitos dos trabalhadores domésticos no Brasil são previstos em lei e de extrema importância para manter as regras da função.

Como é feita a contratação dos trabalhadores domésticos?

Assim como os funcionários de uma empresa, a contratação dos trabalhadores domésticos no Brasil é feita mediante carteira assinada. A admissão é feita no primeiro dia de trabalho e é preciso dar baixa em caso de demissão, com o pagamento dos devidos proventos.

Como todo empregado com carteira assinada o empregado doméstico possuem a partir do primeiro dia de contratação direito a PIS 2017 e FGTS. São obrigações do contratante enviar o valor mensal à Caixa Econômica Federal. O não depósito pode acarretar multa e processo para o contratante.

Os direitos de salário dos trabalhadores domésticos

O salário mínimo é um dos principais direitos dos trabalhadores domésticos no Brasil. O valor é estipulado pelo Governo Federal e condiz com a realidade sócio econômica do país. Sempre é reajustado de acordo com as mudanças econômicas do país.

Infelizmente não há um piso salarial da categoria, uma luta de algumas classes trabalhistas. O piso é o valor mínimo a ser pago para uma determinada profissão acima do valor do salário mínimo. Jornalistas, médicos e bancários possuem um piso, por exemplo, já os domésticos não. Neste caso fica valendo sempre o mínimo como o menor valor pago para receber salário.

O empregador pode pagar quanto desejar a um doméstico (a) desde que seja superior ao salário mínimo. Pode dar benefícios extras como vale alimentação, refeição, plano de saúde e outros, por sua conta.

O direito a um 13º salário também é garantido por lei, podendo ser paga em duas parcelas ou apenas ao final do ano. Como também o pegamento do Abono Salarial através do Calendário do PIS!

Os direitos dos trabalhadores domésticos quanto à jornada de trabalho

A jornada de trabalho semanal de um trabalhador doméstico não pode ser superior a 48 horas semanais e nem maior que oito horas diárias. Após isso é necessário pagar as horas extras, com acréscimo de no mínimo 50% do valor normal.

As férias remuneradas são um direito de qualquer trabalhador. Mínimo de 30 dias e a venda de apenas 20 dias com acréscimo de um terço do salário. Mas na jornada semanal é preciso ter ao menos um dia de folga, preferencialmente aos domingos.

É preciso também ser fornecido ao trabalhador doméstico quanto a sua jornada de trabalho:

  • Intervalo para refeições;
  • Adicional noturno;
  • Pagamento extra por viagens à serviço;
  • Feriados civis e religiosos;
  • Licença maternidade;

É vetado ao empregador demitir por conta de uma gravidez. A estabilidade é garantida por lei de ao menos cinco meses após o parto.

Os direitos dos trabalhadores domésticos quanto aos recebimentos

Alguns dos benefícios previstos ao trabalhador doméstico são o vale transporte para chegar ao emprego. Pode ser em dinheiro ou em vale dependendo do serviço público da cidade.

Em caso de demissão sem justa causa há aviso prévio a ser recebido e o seguro desemprego. Ambos são solicitados na Caixa Econômica Federal após o último dia de contratação.

Conheça os critérios para concorrer a uma bolsa do ProUni!

Uma das excelentes oportunidades de cursar o ensino superior de graça no Brasil é o ProUni. O Programa Universidade Para Todos é uma ação do Governo Federal em parceria com o Ministério da Educação (MEC). Para fazer parte é preciso conhecer os critérios para concorrer a uma bolsa do ProUni. Saiba mais!

prouni-2

ProUni ajuda estudantes de baixa renda a conseguir diploma

O programa de bolsas de estudos do Governo Federal é uma das maiores iniciativas para o ensino superior no país. Por meio de financiamentos do governo foram abertas vagas em faculdades e universidades particulares para alunos que não podem pagar os estudos.

As vagas são todas para ocupar salas de aula de instituições particulares. Ao contrário do ProUni o aluno não paga nada após finalizar os estudos e não fica com dívidas. São bolsas de 50 ou 100% do valor da mensalidade, sem taxas adicionais.

Quais os critérios para concorrer a uma bolsa do ProUni

Apesar de ser um programa para fornecer bolsas de estudos para a maior quantidade de estudantes possível, não é para todos. O ProUni beneficia apenas quem necessita do programa e não quem pode pagar pelos estudos. Há alguns pré requisitos necessários a serem cumpridos antes da inscrição ser validada.

Os critérios para concorrer a uma bolsa de estudos no ProUni são:

  • Ter feito prova do Enem a partir de 2010 com nota válida (superior a 450 em conhecimentos gerais e não ter tirado zero em redação);
  • Ter concluído o ensino médio em rede pública de ensino;
  • Ter renda familiar de até três vezes o valor do salário mínimo 2017;
  • Não ter diploma de nível superior em qualquer área (excesso professores de rede pública de ensino).

Não é possível atender a apenas um dos critérios para concorrer a uma bolsa do ProUni. Ou se enquadra em todos ou o cadastro não será aceito como válido.

Como participar do ProUni?

O processo seletivo envolve a análise da nota do Enem usada (se do ano passado ou anos anteriores) e situação cadastral. São avaliadas as situações financeiras do aluno, se baixa renda ou não, se cumpre todos os requisitos e as notas. A maior nota ocupa as vagas e assim por diante.

prouni-4

O cadastro é feito no site do ProUni clicando aqui. Basta criar login e senha, preencher o cadastro e esperar o processo seletivo. O prazo começa no geral logo após a prova do Enem por usar o resultado do certame, no segundo semestre do ano, entre dezembro e janeiro.

Após fazer o cadastro é só aguardar o chamado por e-mail sobre a matrícula na inscrição ensino.

Não sendo selecionado, pode tentar de novo o ProUni?

O aluno enquadrado em todos os critérios do ProUni não selecionado neste ano pode tentar quantas vezes desejar. O mais importante é conseguir uma boa nota no Enem.

prouni-3

Mas mesmo não tendo sido convocado em primeira chamada, vale acessar o site do programa mais uma vez. Há remanejamento de pessoas que foram aprovadas para as bolsas estudantis mas por motivos diversos não ocuparam a vaga. A lista é informada no site e os remanejados recebem alerta por e-mail de data de matrícula.

 

Como saber se tenho direito ao Seguro Desemprego?

O seguro desemprego é um benefício pago ao trabalhador quando foi demitido. O valor mensal é uma pequena ajuda de custo para o empregador conseguir manter as contas em dia até voltar ao mercado. É fácil de solicitar e o melhor: simples de entender também. Saiba mais!

como-saber-se-tenho-direito-ao-seguro-desemprego-4

Trabalhador demitido por justa causa não recebe seguro desemprego

Todos os trabalhadores vinculados a uma empresa com a carteira assinada possuem direito a um seguro desemprego. O valor a ser recebido varia de acordo com o tempo de contribuição. É um direito a todos com uma exceção: a demissão por justa causa.

como-saber-se-tenho-direito-ao-seguro-desemprego-2

Funcionário demitido por justa causa não pode receber seguro desemprego. A medida visa evitar fraudes e má fé dos requerentes do benefício, protegendo o empregador também. A lógica é que sabendo haver um benefício a ser recebido, a quantidade de trabalhadores de má conduta no trabalho para buscar a demissão seria muito maior.

O emprego é um contrato entre empregador e empregado. A má conduta na empresa e desvio de suas funções são considerados motivos para demissão e também quebra contratual. Logo, não há porque pagar o benefício se houve falha na prestação do serviço prevista em contrato.

Quantas parcelas possui o seguro desemprego?

O benefício pode ser recebido pelo funcionário assim que é dado baixa em sua carteira. A quantidade de parcelas do seguro desemprego varia de acordo com o tempo de atuação na empresa.

Se houve um contrato de seis meses a 11 meses nos últimos 3 anos, há o direito de receber três parcelas. Trabalhando por mais de 12 meses nos últimos dois anos pode receber quatro parcelas. Havendo uma contratação com duração de mais de dois anos nos últimos três anos o valor pode chegar a cinco parcelas.

Como funciona o saque do seguro desemprego

Após ficar desempregado o trabalhador deve procurar uma agência da Caixa Econômica Federal e fazer a sua solicitação. O pagamento é feito em até 90 dias, mas no geral acontece bem antes disso. Com o cartão cidadão, identidade ou carteira de trabalho é só se dirigir a uma agência e realizar o saque. O cartão cidadão permite o saque direto em caixa eletrônico.

como-saber-se-tenho-direito-ao-seguro-desemprego-3

O valor a ser pago ao trabalhador não é o salário anterior, mas um cálculo usando os três últimos valores recebidos pela prestação de serviço. Não pode ser menor que um salário mínimo, então quem recebia menos com os descontos vai receber ao menos um salário mínimo atual.

Quando finaliza o recebimento do seguro desemprego?

Finalizada a quantidade de parcelas a receber não há como requisitar um seguro desemprego. A ideia seria já ter acontecido a contratação do profissional e sua recolocação no mercado. Caso isso não aconteça pode-se procurar outras ajudas governamentais como o Pronatec para cursos de qualificação profissional e o Bolsa Família dependendo da situação financeira familiar.

O cancelamento do seguro desemprego pode acontecer em três situações: finalizando o número de parcelas, fraude nos documentos e caso o trabalhador consiga um emprego.

E se conseguindo um emprego com carteira assinada e mesmo assim cair mais uma parcela por atrasos no sistema, o indicado é não sacar o valor. Ele será recolhido da conta automaticamente. Caso seja sacado deverá ser pago com juros e correção posteriormente.

Conheça motivos que podem cancelar seu Bolsa Família!

O Bolsa Família é um dos maiores programas do Governo Federal de assistencialismo. Criado em 2003, ajuda famílias de baixa renda e em estado de pobreza extrema a ter ao menos algum alimento na mesa. Mas para evitar fraudes no programa alguns motivos que podem cancelar seu Bolsa Família. Saiba mais!

bolsa-3

Quem pode receber o Bolsa Família?

O benefício do Bolsa Família atende famílias de baixa renda de todo o país. Foi o grande responsável por tirar o Brasil do quadro de fome. Também foi eleito um dos programas mais eficientes para assistencialismo pela Unesco e recebeu homenagens em diversos países.

bolsa-2

O programa atende essencialmente pessoas com baixa renda e considerados em extrema pobreza no Brasil. O critério de pobreza é determinado pelo programa como pessoas com renda mensal de a R$ 87.

Podem solicitar o benefício mensal:

  • Gestantes durante o período de gravidez;
  • Lactantes com crianças de 0 a 6 meses;
  • Adolescentes de 16 a 17 anos matriculados e frequentando a escola pública;
  • Trabalhadores desempregados sem qualquer renda familiar;
  • Trabalhadores rurais com renda máxima de R$ 87 por pessoa.

Motivos para ter o Bolsa Família cancelado

Após o cadastro no Bolsa Família 2017, o benefício será pago por até dois anos interruptos. Após este período é necessário um novo recadastramento para verificar se as informações informadas anteriormente ainda são válias e há o direito de receber o valor.

bolsa-5

Se alguma das regras não for obedecida pode haver o cancelamento do Bolsa Família. São casos frequentes quando há motivos. São eles:

  • Documentos falsos;
  • O beneficiário está somando mais de meio salário mínimo por família de recebimento das bolsas – mesmo sendo filhos ou adultos recebendo individualmente, a soma não pode chegar ao valor máximo de meio salário;
  • O beneficiário começou a ter renda. Caso esteja sendo remunerado não pode mais receber o benefício;
  • O adolescente não está matriculado na escola pública ou não está frequentando às aulas;
  • Falecimento da criança no caso de lactantes;
  • Aumento de renda familiar em mais de meio salário.

Em caso de qualquer uma dessas infrações serem encontradas pela monitoração constante do programa o pagamento da bolsa é suspenso de imediato e o cartão cancelado. Mas se for um erro é só voltar ao posto de cadastro e levar os documentos para voltar a receber o pagamento.

Penalidade para quem recebe o Bolsa Família irregularmente

Burlar o cadastro e receber dinheiro do Bolsa Família de forma irregular é considerado crime e pode causar como penalidade a prisão por cinco anos. Como o programa está vinculado ao governo, é um crime federal e com penalidade aplicada pela Polícia Federal.

bolsa-4

Ao realizar o cadastro é necessário assinar um termo de compromisso informando que seus dados são verdadeiros e se comprometendo a dar apenas informações legais. A entrega de documentos falsos públicos pode acarretar em prisão de um a três anos. Documentos particulares são passíveis de multa.

Receber o valor irregularmente depois de conseguir um emprego ou outra fonte de renda também é crime previsto no contrato do programa. A penalidade pode ser multa e devolução do valor com juros. Caso documentos tenham sido fraudados no recadastramento também pode haver a prisão do fraudante.